Pasta de grão-de-bico crua (Hommus)

2262

ingredientes: grão-de-bico germinado, tahine (pasta de gergelim), alho descascado, sal, pimenta do reino, salsinha, azeite, limão, pimenta rosa em grão.

preparo: colocar 1 xícara de grão-de-bico de molho em água durante pelo menos 8 horas; lavar; deixar num coador durante 24 a 48 horas; lavar com água corrente 2 vezes por dia; aguardar até que os brotos tenham aproximadamente 1 cm; lavar abundantemente; retirar a casca dos brotos um por um; colocar no processador; bater até desmanchar; acrescentar 2 colheres sopa de tahine (pasta de gergelim), 1 dente de alho descascado e 4 colheres de azeite; temperar com sal a gosto e pimenta; acrescentar no processador 1/2 maço de salsinha (folhas e talos); espremer 1/2 limão e bater pelo menos por 5 minutos no processador em velocidade máxima e dando intervalos para não queimar o aparelho; acertar a consistência colocando mais aazeite ou suco de limão; colocar  num recipiente de vidro ou louça e decorar com pimenta rosa em grão. Coma com pão, com bastonetes de pepino e cenoura ou faça barquinhos em folhas de acelga.

dicas: 1) retirar a pele do grão-de-bico dá bastante trabalho, mas deixa a preparação mais leve e digerível; 2) o tahine pode ser comprado já pronto, prestando atenção ao rótulo para ver que seja feito só com gergelim, sem qualquer outro ingrediente ou pode ser feita em casa uma pasta com gergelim acordado; 3) pode se usar hortelã no lugar da salsinha ou não usar nenhuma folha; 4) o alho e a pimenta podem ser excluídas da receita caso não sejam do seu agrado.

classificação da receita: VEGETARIANA – CRUDÍVORA – VIVA – SEM LACTOSE – SEM AÇÚCAR  –  SEM GLÚTEN

Anúncios

Grama Verde de Trigo (Wheat Grass)

2219  2229  wheatgrass   

ingredientes: trigo em grão, água, terra da melhor qualidade, recipientes, um pedaço de filó ou tule.

germinar: coloque uma xícara de trigo em grão num recipiente de vidro ou louça branca e complete com bastante água, cubra a boca com um pedaço de tecido de tule ou filó e prenda com um elástico; deixe de molho preferencialmente durante a noite, pelo menos por 08 horas para as sementes acordarem; no outro dia de manhã lave as sementes, jogue fora a água e coloque o recipiente inclinado e de boca pra baixo com o filó bem preso pelo elástico permitindo a entrada de ar fresco e o escoamento da água para as sementes não apodrecerem; coloque em um lugar fresco e seco; 2 vezes por dia coloque água e lave as sementes deixando novamente a água escorrendo para manter limpo e úmido na medida certa; mantenha este processo por 24 a 36 horas até as sementes brotarem como mostra a primeira foto acima. Aqui temos o GERMINADO de trigo que pode ser usado em várias receitas, para fazer pães, pizza, comer com saladas, etc.

brotar: depois da germinação os grãos podem ser colocados na terra para virar BROTOS: escolha recipientes pequenos; coloque um pouco de terra de boa qualidade e os grãos germinados por cima, não precisa cobrir com terra; molhe sem encharcar, de preferencia esborrifando a água como uma chuva;  coloque no escuro por algumas horas para a raiz poder aprofundar melhor na terra (pode ser no forno desligado); mantenha depois os recipientes em um lugar fresco e muito iluminado para favorecer a produção da clorofila nas folhas; regue cuidadosamente ou esborrife água várias vezes por dia; quando a grama tiver atingido 15 cm corte as folhas rentes a terra, lave  e use em receitas, como ingrediente de sucos ou em saladas.

dica: é interessante fazer 04 recipientes ao mesmo tempo, assim ao cortar o primeiro ainda haverá mais 03 para ir usando nos próximo s 03 dias e no quinto dia o primeiro recipiente já terá brotado novamente podendo se repetir este ciclo umas 3 vezes.

observação:  as sementes de trigo germinadas ainda contêm glúten, ainda que em concentrações bem menores, (não devem ser usadas por celíacos ou pessoas sensíveis ao glúten); já as folhas do trigo ou grama de trigo não contêm glúten, que é uma proteína do grão e não da folha, porém deve se evitar consumir grama de trigo após 10-14 dias de plantado pois começa a haver uma certa “junction” quando o grão vai começar a ser produzido.

classificação da receita:  VEGETARIANA  –  CRUDÍVORA  –  VIVA  –  SEM GLUTEN –  SEM LACTOSE  –  SEM AÇÚCAR   –  RECEITA MÉDICA

Suco Vivo (nova versão)

2207   2213

ingredientes para o suco verde básico: 1 maçã com casca e sem as sementes cortada em pedaços pequenos + suco de 1 limão Taiti + 2 folhas de couve + 1 pepino com casca + 1 cenoura.

outros ingredientes quase que obrigatórios: grama de trigo (wheat grass), salsinha, batata yacon, abobrinha com casca, gengibre, inhame descascado.

para variar mais ainda: chuchu com casca, cenoura amarela, beterraba, abóbora, brócolis, couve flor, hortelã, erva-doce, salsão, agrião, acelga, rúcula, erva cidreira, folhas de beterraba orgânica (cuidado pois as folhas acumulam os tóxicos), folhas de cenoura orgânica, folhas de amora, acelga, ora-pro-nobis, abacaxi sem casca, morango, uvas passas, ameixa seca.

sementes germinadas: linhaça, gergelim preto cru, trigo, lentilha, girassol.

brotos: girassol, moyashi, trigo.

preparo do suco:

1) iniciar a preparação do suco verde básico colocando no liquidificador a maçã cortada, a couve e as outras folhas verdes, uma fatia grossa de gengibre e o suco de 1 limão espremido; ligar o liquidificador sem a tampa; utilizar a cenoura, o pepino e a abobrinha inteiros como bio-socadores que auxiliam no trabalho de transformar  tudo numa pasta e a mesmo tempo vão se desmanchando ao apertar os legumes contra as lâminas do aparelho. Cuidado para não se acidentar.

2) acrecentar outras verduras e legumes crus (com exceção do inhame) variando cada dia de acordo com a disponibilidade sazonal e com o gosto pessoal para não cansar do mesmo sabor sempre e para fornecer diferentes vitaminas, minerais e nutrientes em cada suco. Experimentar sem medo, mesmo os ingredientes que podem parecer a primeira vista estranhos para um suco.

3) bater bem até obter uma papa ou suco bem grosso; coar com um coador de voile como o que está na foto; espremer com as mãos o coador fazendo movimentos de “ordenha” até extrair todo o suco e deixar uma massa seca dentro do coador. Desprezar este resto que contêm as fibras não solúveis. Está pronto o SUCO VERDE BÁSICO.

4) colocar o inhame descascado e cortado em pedaços junto com 1 punhado de sementes germinadas no copo do liquidificador; acrescentar um pouco do suco para bater bem e desmanchar as sementes; acrescentar o restante do suco verde já coado. Está pronto o SUCO VIVO.

germinação de sementes: lave as sementes; retire as sementes sem aspecto saudável; deixe num recipiente de louça ou vidro com água limpa e uma colher de suco de limão durante pelo menos 08 horas, coberto com um pedaço de filô para proteger dos insetos;  escorra a água e deixe o vidro virado com a boca pra baixo, permitindo a entrada de ar a través do tecido,; deixe secar inclinado para escorrer a água toda; molhe as sementes pelo menos 2 vezes por dia; logo as sementes começarão a inchar um pouco (a linhaça solta uma gosma caraterística) e aparecerão umas pontinhas brancas que já são o início do processo de germinação, momento em que as sementes se encontram com uma grande quantidade de energia; consumir estas sementes germinadas no período de 2 dias no máximo.

observações: 1) o suco vivo deve ser tomado de manhã em jejum e é interessante deixar um intervalo de pelo menos 1 hora para ingerir novos alimentos depois.

2) pode acrescentar um pouco de melão ou melancia para fazer o suco mais líquido

3) todas as sementes e todos os grãos podem ser utilizados para germinar, cada um possui um valor nutritivo e energético diferente, porém eu escolhi a linhaça e o gergelim preto por serem os mais energizantes e nutritivos

4) ao comprar as sementes verifique que não sejam torradas, compre sempre sementes cruas.

propriedades: este suco é altamente nutritivo (basta pensar no prato enorme de legumes que daria tudo o que foi colocado dentro do liquidificador), é desintoxicante, é energético, acaba com a fome fora de hora, (consequentemente ajuda no emagrecimento), muito rico em minerais, vitaminas e fibras.

dica: o coador de voile ou voal ou tule  também chamado de panela furada é fundamental para obter a consistência e textura ideal do suco. Pode ser feito em casa ou comprado já pronto neste site  –doce limão–  ou pode pedir pelo mail: culinariavrinda@gmail.com que enviam por correio para todo o Brasil.

.

(receita modificada após dicas do Kamalanath Das Gilberto (Gilberto Bassetto Jr.) no Curso de Culinária Viva)

.

classificação da receita:   VEGETARIANA  –  CRUDÍVORA  –  VIVA  –  SEM LACTOSE  –  SEM AÇÚCAR  –   RECEITA MÉDICA

Lentilha germinada com tomate cereja, hortelã, limão e páprica

ingredientes: lentilha germinada , sal, azeite de oliva extra-virgem, limão, vinagre balsâmico, páprica, pimenta do reino, hortelã, ciboulette, tomate cereja, gergelim preto.

lentilha germinada: lavar bem uma xícara de lentilhas; escolher as sementes com bom aspecto; colocar num recipiente de vidro com água e um pouco de suco de limão; deixar durante 8 horas de molho, preferencialmente á noite; após “acordar” as sementes, coar e retirar toda a água, deixar num vidro com a boca coberta com tule o filó escorrendo durante 24 a 48 horas, lavar pelo menos 2 vezes por dia; utilizar quando o broto da lentilha estiver do tamanho da mesma.

preparo: colocar num recipiente de louça ou vidro uma xícara de lentilhas germinadas e  meia xícara de tomates cereja cortados; acrescentar o suco de 1 limão taiti, hortelã picada, ciboulette picada, azeite, vinagre balsâmico, uma pitada de pimenta do reino, páprica, sal a gosto; deixar marinar durante algumas horas; moer gergelim preto e misturar; servir.

acompanhamentos: saladinha de folhas com maçã + arroz com vagem e cenouras.

classificação da receita:   VEGETARIANA  –  CRUDÍVORA  –  VIVA  –  SEM GLUTEN –  SEM LACTOSE  –  SEM AÇÚCAR   –  RECEITA MÉDICA